A tecnologia emburrecendo o homem


#1

Hoje no almoço com meus pares engenheiros aconteceu algo que me deixou triste.
Uma mulher que nos acompanhava perguntou a um engenheiro o porque alguns cálculos davam uma diferença comparados com os cálculos de uma empresa terceirizada bem o engenheiro simplesmente travou e vendo sua dificuldade em não saber outro engenheiro disse que a diferença se dava porque utilizavamos variaveis diferentes e ela perguntou a ele o que seria uma variável ele não soube responder. Ai depois de explicar acabei brincando dizendo que em um software uma pessoa pensa quebra a cabeça para que milhares que usem seu programa não precisem esquentar a cabeça. Depois conversando com o referido engenheiro em particular perguntei quanto era 7 x 8? E ele simplesmente travou novamente. Com humildade e sinceridade o fato de uma pessoa ser engenheira não a torna obrigada a saber de tudo mas tem coisas que misericordia!!!
Desculpe-me os colegas técnicos, engenheiros e etc… mas a qualidade do ensino no Brasil tá uma bosta se tem uma classe trabalhadora que se acham Deus e na muitas vezes na hora do vamos ver acaba decepcionando são os engenheiros oh raça! Eu não tenho vergonha de dizer que apesar de ter feito curso superior em mecatronica em faculdade pública no Brasil em muitas matérias eu aprendi muito mais no SENAI que na faculdade e com tristeza afirmo que meus melhores professores da faculdade eram os menos graduados os professores com doutorado eram uns verdadeiros jumentos porque nunca trabalharam em uma industria na vida. Acabei tendo a sorte de passar em uma prova e ganhei uma bolsa nos EUA para eng. de software posso afirmar com conhecimento de causa o ensino no Brasil é uma bosta. O único lugar que estudei no Brasil que merece meu respeito é o SENAI que pelo que sei hj em dia tambem não é mais aquelas coisas. Falta muita humildade tem muitos técnicos e pessoal de chão de fábrica que dá de 10 a 0 em muito engenheiro mas infelizmente não tem o canudo por isso são desprezados infelizmente.
Hj o uso de ferramentas de software calculadoras e etc. ajudam em muito mas também causam um grande estrago intelectual. Me lembro quando trabalhava como projetista de molde para fazer um projeto demorava uns 8 meses na prancheta para ficar pronto hj no solidworks em uma semana vc faz o mesmo trabalho mas vejo que hj em dia apesar das ferramentas o projetista erra muito mais do que antigamente na prancheta.
Desculpem o desabafo…


#2

Vou te contar um segredinho… eu mandei tirar a palavra “PROTOTIPAGEM” de meu cartão de visitas depois que um ENGENHEIRO MECÂNICO me perguntou o que era isso…
Nasci em 62, estudei em escola pública (meia-boca), entrei (segunda chamada) na Física USP em 81 depois de ralar MUITO, mas não pude concluir o curso. Também não consegui fazer SENAI (meu sonho de consumo) por motivos maiores que eu…
Mas sempre gostei de aprender, então lia muito e fazia o que lia, construia coisas, etc…
Hoje quando me perguntam pela minha formação eu digo que não tenho diploma “graças a Deus”, porque assim eu não estou acorrentado a uma única área de conhecimento…
Juntando esses palitinhos de saber coletados durante quase 50 anos, até que dá pra fazer umas coisas meio legais… :smirk:


#3

PQP!!! Ficou muito TOP!
Parabéns infelizmente meu computador não tem som mas em casa vou assistir novamente mas ficou excelente o acabamento meus parabéns! Vejo que vc é uma das pessoas que fazem acontecer.


#4

TOP é o video que o pessoal da Sethi3D fez em cima do meu video original (devidamente autorizados)… eu passo o link do deles porque o meu é uma caca… :rofl::rofl::rofl::rofl::rofl:

Tem mais umas bobeiras no meu canal que podem ser interessantes, dê uma olhada…


#5

@skullcrusher777 concordo plenamente com tudo que disse.

Me formei em uma escola técnica pública em 85 e posso dizer que aprendi o que tinha que aprender (uns 60% do todo, :wink: ) e até hoje utilizo esses conhecimentos que adquiri.

Fiz meu curso de engenharia e também notei que a maioria dos professores com mestrado ou fazendo doutorado ensinavam o que os livros tinham a oferecer. Qualquer coisa fora daquilo não conseguiam explicar ou desenvolver e isto nos anos 90.

Depois de formado, quando ainda existiam indústrias aqui no Rio de Janeiro, eu pude trabalhar como engenheiro de desenvolvimento de hardware e sistemas embarcados em três ocasiões e isto foi o que sedimentou tudo o que eu aprendi na engenharia.

Hoje por hobby eu uso muito o que eu aprendi na engenharia. Todos os cálculos dos meus circuitos sou eu que faço e desenvolvo as funções. Uso muita matemática e física o que me faz manter aceso o conhecimento que adquiri, mas me sinto um alienígena nesse universo.

Entendo que isto acontece no Brasil porque não existe uma aproximação da indústria com as fábricas de mestres e doutores, em poucos casos como o CBPF ocorre da indústria encomendar trabalhos dos alunos mestrandos e doutorandos que serão aplicados a indústria. Só isto não resolve o problema do aprendizado ou ensino, tem que haver uma política pública que facilite a indústria buscar esses cérebros e usa-los para desenvolver e inovar.

Tenho um amigo que diz exatamente isto. Esses mestres e doutores nunca “praticaram” o que aprenderam então não tem como transmitir o conhecimento de maneira plena. Vivem de bolsas e teses.

Não é culpa das pessoas e tampouco das universidades porque nesse universo a grande maioria não vai utilizar o que aprendeu e vai usar sim o diploma para conseguir um bom emprego em uma estatal e lá se aposentar. Todo o conhecimento vai para as cucuias.

E não o desculpo pelo desabafo, isto pra mim é uma constatação de que poucos como você percebe que se continuarmos nesse caminho teremos um futuro de dependência dos países mais desenvolvidos e seremos os “escravos tecnológicos” desses países.

Um grande abraço.


#6

800 horas??? Cacete @Ludicon que trabalho excepcional!!!

Esse seu trabalho merece um premio.

Parabéns pela maquete e gostei da aplicação.

Um grande abraço.


#7

Obrigado… Foram cerca de 400 horas de impressão 3D no total, ou 200 horas em cada máquina. O pessoal entusiasmou um pouco nas contas… heheehe…
Mas as 80 de acabamento são bem realistas.


#8

Mesmo assim @Ludicon é um trabalho fenomenal. :open_mouth:

Impressionante o trabalho finalizado. Entrei no seu canal e vi a trabalheira que deu fazer isto.

Acabado tem gente que vai pensar que a impressora fez tudo sozinha, hehehehe.

Gostei como fez com a massa e pintura porque eu mesmo fazendo alguns itens como capacetes, (cosplay) para meus filhos, uso as mesmas técnicas e sei como isto é trabalhoso.

Mais uma vez parabéns!!!

Abraços.


#9

Obrigado ! Preciso postar mais coisas… esqueço…