Android´s Abandonados


#1

Pessoal
Acredito que tem muita gente que como eu tem alguns smartphones Android encostados em alguma gaveta. Entre esses, alguns sem defeito, apenas aposentados pelo fato de já não possuirem um processador, quantidade de memória ou tela grande para executar os aplicativos mais recentes. Mas ainda são uma plataforma com um processador ARM (99%), conectividade Wi-Fi, Bluetooth, uma porção de sensores, câmera, gps e uma tela touch.
Para um Maker ver um material desse parado dói no coração. Tem já um tempo que penso em utilizar esses smartphones junto com o Arduíno e outros microcontroladores para interfacear com bluetooth e Wifi com o ESP8266 e criar automações, robôs, display´s com dados de sensores entre outras cositas.
Para tanto é preciso um ambiente de desenvolvimento leve e fácil de prototipar com suporte às versões mais antigas do Android. Dei uma olhada e fiz alguns testes com uma versão do Python. O SDK oficial não é para prototipagem rápida, o Inventor particularmente acho um pouco estranho.
Enfim o que acham disso? Tem alguma sugestão?
Valeu
M.


#2

Ideal mesmo era você fazer a própria ROM do celular, assim economizaria energia e processamento, mas requer muito mais conhecimento e tempo.
O inventor talvez seja a escolha mais fácil e a melhor em vários aspectos.


#3

Concordo, implementar a própria ROM traria benefícios, porém estou pensando em alcançar o usuário típico que não tem os conhecimentos nem tempo, conhece talvez um pouco do Arduino e que apenas quer fazer seu protótipo rapidamente, bem no estilo Arduino. O App Inventor pode ser uma boa opção sim, vou verificar se funciona com versões antigas do Android como a 2.x.x.


#4

Bem, no meu ponto de vista, trabalhar a ROM cai fora dos meus conhecimentos então eu uso um Motorola Atrix para rodar meus experimentos com Inventor, o Android dele é 2.3.x e ainda funciona bem.O legal do Atrix é que tem bastante memória de armazenamento o que o faz perfeito para datalogger. Já usei também como câmera IP e fica muito bom.


#5

Alan
O ponto que estou pensando explorar é justamente essa potencialidade que você comenta, ainda que seja um Android 2.3.x tem um bocado de memória a disposição, câmera, sem contar os outros sensores. Quero evoluir essa idéia para elaborar um projeto com foco em educação (STEM) cujo objetivo é usar esses smartphones antigos e fora de uso como instrumentos para ciência e tecnologia. O App inventor pela facilidade de uso talvez seja o mais apropriado para aplicação em educação, até pelo fato de recentemente ter sido traduzido para o português [1]. De qualquer forma acho interessante também uma linguagem de script como o Python, O projeto SL4A desenvolvido por um engenheiro do Google (20% do tempo para projetos pessoais) funciona muito bem, tem o código aberto, porém não tem muita documentação. Vou continuar fazendo algumas análises e gostaria de ouvir mais comentários e sugestões.
Obrigado
M.

[1] http://appinventor.mit.edu/explore/blogs/josh/2016/01/mit-0.html