Arduino em plastimodelismo


#1

Amigos, estou chegando por aqui, para aprender sobre arduino.
Pretendo utilizá-lo para automatizações em modelos de aviões.
as funções desejadas são acionamento de leds, pisca pisca com leds, controle de motores com velocidade variável, e a sincronização de algumas dessas funções com uma trilha sonora gravada e reproduzida junto com o funcionamento.
Por exemplo, eu gostaria de acionar um motor para girar a turbina do avião desde parado aí acelerando aos poucos e depois reduzindo até parar, de forma sincronizada com o arquivo de áudio que contem o funcionamento da turbina, desde a ligação da mesma até o desligamento. o arquivo eu tenho. Alem disso preciso comandar leds em funcionamento estático e piscando.
Preciso de dicas sobre que tipo de equipamentos vou precisar para fazer isso, inicialmente.
desde já agradeço, Paulão.


#2

Você vai fazer modelos de demonstração, não para voar, certo ?


#3

Exato. são modelos estáticos em escala, feitos em plástico.
Um abração!


#4

No software de programação do arduino em exemplos vc vai encontrar o necessário para fazer a sua aplicação só terá que ter criatividade…


#5

Fiz muito disso, fui plastimodelista durante muitos anos, mas naquele tempo era tudo feito na base do transistor… hehehehe … (década de 80)


#6

Antigamente engenheiros eram engenheiros no real sentido da palavra.
Hj a atividade se remete mais a seguir normas do que desenvolver.
Estes dias vi uma caldeira antiga mas que trabalhava sozinha. Ao descobrir o mecanismo de controle fiquei abismado. Era um motor com um redutor ligado a um eixo com varios cames e nos discos dos cames ficavam chaves fim de curso conforme a rotação e posição do cames era acionado as chaves fim de curso que tinham a função de ligar e desligar os comandos da caldeira era impressionante como antigamente os projetistas eram criativos.


#7

Obrigado pela dica. vou procurar nos artigos.
Eu ainda não entendo nada do assunto, mas como sou autodidata, se achar algum E-Book ou curso, aprenderei, com certeza.
Um abração!


#8

@skullcrusher777 eu já “digitalizei” um aparato deste tipo, hehehe.

O negócio era tão velho (no sentido de idade mesmo) que o dono quis atualizar o processo com um controle digital (portas lógicas e temporizadores mesmo).

Foi complicado entender o engenho mecânico, mas no final deu tudo certo.

Como disse um antigo Mestre meu, “o construtor de engenhos ou engenheiro tem que deixar o cérebro bilolar para criar coisas além do já conhecido…”

Sempre segui isso.

Abraços.