Capacitores corrente cc pura


#1

Oi, pessoal. Tô com uma dúvida, chega a ser até boba, mas, se puderem me ajudar, agradeço. É usado capacitor em corrente contínua pura? e se for, como cálculá-lo?


#2

Você precisa levar em conta a queda de tensão que ocorre em qualquer circuito, e que depende da corrente circulante e da resistência da sua fiação. Via de regra se colocam capacitores junto (fisicamente) a componentes com surtos de consumo (por exemplo, drivers de motores) ou junto a componentes que precisam de tensão muito estável (por exemplo, comparadores de tensão). E, via de regra, se coloca um capacitor eletrolítico e um cerâmico disco (via de regra, de 10 a 100 nF). O eletrolítico reduz flutuações na tensão, enquanto que o disco “curto-circuita” ruídos de alta frequência.
Quanto ao cálculo de valores eu não sei informar corretamente. Eu sou da turma do “coloca o maior que couber dentro do espaço”… sempre superdimensiono tudo…


#3

Obrigado, Cláudio! valeu pelas informações!!!


#4

Opa, estamos aqui para isso ! Eu “me diverti” muito com esse assunto na época em que não existia integração em larga escala, (1970/1980), tudo o que se montava era com CIs separados, e tinha de colocar uma montanha de capacitores nas placas principalmente com os TTL.


#5

Tempos bons aqueles rss… Os principios teoricos são os mesmos, mas muita coisa mudou hoje; a evolução na eletrônica e na tecnologia não param, não é rs. É isso aí. Obrigado mais uma vez Cláudio; valeu mesmo pelas dicas. Se precisar de algo, estou aí no fórum também. Um grande abraço.


#6

Eletrônica hoje não tem mais graça… você torra uma placa inteira e ela nem aquece…
Naqueles tempos era mais fácil achar um defeito: geralmente ele estava no lugar onde ficava o BURACO CARBONIZADO da placa… :rofl:


#7

hahaha, pura verdade rss