Computador construído com lixo eletrônico


#1

Então galera já passou anos desde o meu último tópico (construção de um rele caseiro), desde então eu estou aprendendo muito sobre programação e hardware e nesse tópico eu vou apresentar minha ideia mais doida.

Por falta de informações sobre hardware em português especificamente sobre cpus eu procuro muita coisa em inglês na internet e eu vejo muitos projetos de computadores caseiros (construção da cpu mesmo, não utilizando processadores), eu queria muito construir um desses computadores mas isso é meio impraticável por conta do custo e tal.

Eu então comecei a olhar muita coisa do DEC pdp-8, realmente são um dos computadores mais interessantes que já existiram, e basicamente ele utiliza módulos lógicos. Esses módulos se chamam FlipChip e eles contem as portas logicas do computador implementadas em DTL(logica diodo transistor), e da forma que ele é montado torna muito fácil adicionar o retirar módulos.

Tive a ideia então de que se de alguma forma eu criar os módulos, posso interligar facilmente um ao outro, ficaria muito mais fácil construir um sistema gigante ou um único flip flop. Mas o problema ainda estava no custo, a forma mais bonita de fazer isso seria utilizando uma pcb para os módulos, mas se eu precisasse construir 200 módulos se tornaria muito caro.

O problema de custo não é só um problema que eu tenho, eu queria de alguma forma ajudar o ensino de computação no Brasil (ou o conhecimento dele), parece que tudo esta em um clubinho especial, e eu queria fazer tudo o mais simples o possível pra que todo mundo pudesse construir e a ideia seria utilizar lixo eletrônico pra isso (transistores, resistores, capacitores tudo tirado de tvs e rádios velhos), a ideia não é nova existe ate um computador feito com clipe de papel mais eu gostaria de dar uma modernada no projeto.

Parece que tudo no Brasil esta desconhecido, escondido, fui saber essa semana da existência do patinho feio (um computador criado na politécnica da usp nos anos 70).

Então o projeto é utilizando componentes reaproveitados, vai ser criado módulos, que então vão ser conectados uns aos outros, esses módulos serão montados em chapas de pvc ou qualquer material que se pareca uma pcb e para conectar os componentes vai ser usado o wire wrap com fios de cobre de enrolamento de motor (Daqueles que tem um isolamento), esses módulos então iram ligados a soquetes montados em uma placa maior pra formar o dispositivo que você quiser fabricar.(como o da imagem, mas sem ser usando pcb)

O problema que eu tenho agora são os soquetes não sei o que eu posso usar pra fazer isso, essa é umas das minhas perguntas pra vocês, a outra é o que vocês acham da ideia eu sei que é maluca e provavelmente você pode usar um Arduíno ou chips da série 74, mas qual é a graça nisso, haha.

Isso tudo seria a criação de um projeto que possa ser construído em escolas, talvez com a participação da comunidade, que possam levar seus equipamentos antigos e eles possam montar um computador e ensinar crianças sobre a tecnologia (eu realmente acredito nisso)

Desculpa pelo texto longo, mas se tiverem alguma ideia o sugestão eu agradeceria muito, obg.


#2

Uma má notícia logo de cara : a montagem por Wire Wrapping é CARA pacas, pois você precisa de soquetes especiais e o fio é específico, e custa um absurdo. Esqueça a idéia de usar fio esmaltado para Wire Wrapping…


#3

Pois é isso é só uma ideia que eu tive mesmo, mas nos meus testes deu certo, eu fiz a ferramenta de wire wrap não fica bom mas funciona, o problema é que talvez seja mais simples que fazer uma pcb.


#4

Não, NÃO FUNCIONA… A liga do metal é diferente, e os pinos dos soquetes são extremamente duros e com cantos vivos para “morder” o fio. Mas não vou discutir, eu já trabalhei com Wire Wrap e sei o que estou dizendo. Fique à vontade para fazer o que achar melhor.


#5

pois é eu realmente não entendo de wire wrap mas eu acho que é mais simples sabe, a pcb seria o ideal. eu testei uns componentes e deu certo, pelo menos parece que deu.


#6

Eu não sei porque eu respondo em fórum…
Você enrolou o fio esmaltado com esmalte e tudo, certo ?
Em terminais de componentes, certo ?
Então, manda brasa… boa sorte…
Não tenho mais nada a dizer…


#7

Ludicon tem razão…
Quanto ao wire wrap sinceramente o uso de técnicas como essa antigamente era compreenssível, antigamente hj é uma baita gambiarra


#8

Realmente é uma gambiarra, eu queria usar uma pcb mas complica o projeto, pensei também em utilizar aquelas placas perfuradas talvez seja mais fácil, e tudo uma ideia agora na verdade eu queria por em pratica só falta tempo e dinheiro.


#9

Para constar, placas perfuradas custam MUITO mais caro que placas comuns por cm²…
Além disso, no “lixo eletrônico” de hoje em dia você não vai achar os MILHARES de transistores IGUAIS e de uso geral que precisaria. De 20 anos para cá praticamente não se usam mais componentes “universais”, e sim componentes especializados.
Então, hoje em dia, “reinventar a roda” custa centenas de vezes mais caro do que produzir com as técnicas atuais, e só tem justificativa no âmbito de hobby e aprendizado PESSOAL, porque não adianta nada ensinar a alguém como fucniona uma porta lógica feita com transistores e diodos, quando depois ela vai ter de lidar com processadores de ultima geração.


#10

Eu acho bacana apreender e saber sobre essas coisas, na faculdade tivemos muitas aulas sobre memória como funcionam e como projeta-las mas sinceramente na minha vida profissional nunca usei isso e acho que foi um a perda de tempo não a matéria em si mas ao tempo usado em aprender isso e o tempo gasto em outras matérias bem mias importantes na vida profissional mas é obvio isso é uma coisa que muda de indiviuo para individuo.
Abraços.


#11

A ideia do projeto é simplificar as coisas sabe, eu aprendi como a coisa funciona de fato com o pdp-8 mas normalmente ninguém vai aprender isso, fazer uma coisa em arduino é fácil e rápido mas eu queria um projeto mais demorado (também não entendo o por que, haha), teve um cara que criou a implementação do patinho feio em arduino é bacana mas eu queria a experiencia real, pena que sacrifica a praticidade.


#12

Quanto ao que o amigo Ludicon disse isso procede fora o hobbismo isso é impraticável hj, vc pode comprar um ESP 8266 por meros 24 reais no mercado livre e com isso vc faz muita coisa mas muita coisa mesmo!!!
Eu comprei uma nova plaquinha de desenvolvimento que estou esperando chegar é um mini PC por meros 64 reais Omega2 se vc fosse fabricar uma dessa seria alem do valor e da mão de obra gasto impráticavel,
É melhor gastar e brincar ou ganhar dinheiro transformando o hobby em fonte de renda com isso!!!

omega


#13

E difícil achar esse tipo de conteúdo em português eu queria que mais gente construísse esses computadores como tem o ring-home em inglês mas queria um acessível a todo mundo em português sabe essa é a ideia do projeto


#14

Entendi parabéns pela iniciativa!


#15

Infelizmente existe um fato imutável: informação técnica DE QUALIDADE praticamente só existe em inglês.
Por outro lado, nossa lingua pátria é uma das mais complicadas do mundo, e perto dela o inglês é extremamente simples e lógico, e portanto fácil de aprender. Digo por experiência própria.


#16

Maravilhosa e cobiçada idéia apesar das dificuldades.
Foi um sonho meu. Fiz há algum tempo uma montagem
com lixos “melhores”; Comprei numa empresa de sucata eletrônica
todos os componentes de PCs sucateados (individualmente perfeitos)
e montei um PC. Para “gente” como nós estava perfeito. E poderia
perfeitamente servir para ensino, etc.


#17

Bom, nesse sentido eu posso dizer que construí computadores com “lixo eletrônico” :
(consegui recuperar 23 máquinas)