Corrente circuito divisor de tensão


#1

Oi, pessoal. Estou com uma dúvida. Qual a corrente que passa pelos resistores R1 e R2? segue o circuito anexo:


#2

Para ser exato, não passa corrente NENHUMA, pois o seu circuito não tem ligação ao GND…


#3

Utilize a equação V = R . I

Para R1:
V1 = 10,1 V
R1 = 80 Ω
I1 = 0,12625 A

Para R2:
V2 = 1,9 V
R2 = 15 Ω
I2 = 0,126667 A

Os valores de V1 e V2 estão arredondados, pois como o transistor é um NPN, I1 neste circuito é maior que I2.

Como o Ludicon bem observou, estou assumindo que o GND seja na linha horizontal de baixo do seu esquema.


#4

Oi, Ludcon.
Assumindo que o circuito tem ligação com o terra, o valor que achei dá 0,1266 A,
mas, assumindo que a corrente de coletor é corrente de base (0,126 A) multiplicada pelo ganho do transistor (25), o resultado não dá 20 mA, como deveria ser.
Se a corrente de coletor é 20 mA, então: 20 mA / 25 = 0,0008 A , compreendeu?
Isso que estou tentando compreender, até pensei que eu estivesse calculando a corrrente de base errada.


#5

Oi Adsiro
Esse foi o valor que eu tinha achado também, mas, como eu falei ao Ludcon, se a corrente de COLETOR é 20mA, então a corrente de base (0,126), multiplicada pelo ganho (25) deveria dar 20mA, e não dá, entendeu? Se você pegar o inverso, ou seja, 20mA dividido por 25 que é o ganho, vai dar 0,0008A. Isso que estou querendo entender.


#6

A corrente que passa por R1 e por R2 não é a corrente de base. A corrente de base neste caso será I1 subtraindo-se I2.


#7

A corrente em R1 será maior que a corrente em R2, justamente por conta da corrente de coletor do transistor.
Como as correntes são independentes entre si, calcule a corrente “normal” que fluiria em R1 e R2 como se o transistor não existisse, e depois some a corrente de coletor à corrente de R1.


#8

ok, obrigado ludicon!


#9

Ah sim, ficou mais compreensível. Obrigado!!!