Micro Python: Python para Microcontroladores


#1

Bom, sempre eu estou à procura por novidades por aí, principalmente pelo Kickstarter que, entre tantas coisas interessantes e outras nem tanto, sempre aparece algo que se destaca. Foi numa dessas varreduras que faço de tempos em tempos que encontrei o projeto de financiamento Micro Python: Python for Microcontrollers.

Como Python é a linguagem que utilizo para praticamente tudo o que faço, apoiei o projeto no ato, lá por volta de Janeiro do ano passado e ele foi financiado com uns 500% a mais, ao final de maio de 2014 o projeto Micropython encaminhou a minha placa e com a eficácia do nosso Correio somada à competência da Receita Federal, finalmente, após mais de 4 meses, a minha placa chegou. Estou até com medo de parar para soldar os pinos, mas irei fazer com calma, para em breve, fazer uma revisão bem bacana para vocês no Blog do Fazedores.com. Aguardem!

Em tempo, a tiragem inicial da placa foi de aproximadamente 2500 unidades para os financiadores do projeto: “Backers”, atualmente a placa está esgotada mas em breve irão abrir uma próxima tiragem para quem perdeu o financiamento do projeto. Se você se interessar, só ficar de olho. Eu mesmo quero mais uma placa.

Dados técnicos:
Microcontrolador STM32F405RG.
168 MHz Cortex-M4 CPU com 32-bit para ponto flutuante por hardware.
1 MiB flash, 192 KiB RAM.
Conector Micro-B USB, com suporte por software para USB serial, armazenamento USB e USB HID (mouse, teclado).
Slot para Micro SD.
Acelerômetro MMA7660 3-eixos, até 64 amostras de 6-bit por segundo por eixo.
4 LEDs, 1 switch para reset , 1 switch para usuário.
3.3V regulador LDO a 300mA, alimentação por USB ou origem externa entre 3.6V e 10V.
Relógio em tempo real com data e hora.
30 GPIO, 28 são tolerantes a 5V (com excessão do modo ADC).
Comunicações: 2x SPI, 2x CAN, 2x I2C, 5x USART.14x 12-bit ADC pins (entrada de sinal analógico).
2x DAC (saída de sinal analógico).

Imagens:




#2

Cara, que sistema show… fiquei impressionado com o tamanho da placa e com a quantidade de GPIO, fora as comunicações… estou me esforçando para iniciar no mundo Python… ótima iniciativa.


#3

Bom pessoal, já fiz a solda inicial e dei preferência para conectores tipo Arduino, talvez isso seja suficiente por enquanto, em outra oportunidade eu faço a solda das outras conexões, também retirei os furos para parafusos, fiz um pequeno programa na memória da placa e também usei a comunicação serial para enviar comandos para a placa, conforme a foto abaixo:

Assim que tiver passado pelas experiências iniciais com Micro Python e a Pyboard, começo a redigir o artigo.