Produtos e itens para fabricação de PCI no método fotográfico


#1

Bom, todos nós sabemos das limitações, que nós brasileiros, que atuam na área de eletrônica temos na hora de comprar um componente eletrônico (discussão já iniciada no fórum), etc; O que prejudica e tanto a criação de nossos projetos (o que é comprobatório doBrasil não ser um país de “invenção”, enfim não vem ao caso). todos nós que criamos um projeto, temos a expectativa de fazê-lo em uma placa de circuito impresso, porém sempre há a dificuldade de fazê-la, seja ela pelo método térmico serigrafia, fotográfico e afins. Não vou entrar em discussão o melhor método, mesmo eu nunca ter feito um (PCI), julgo o método fotográfico mais fácil. enfim, quando iniciei os trabalhos em busca da comprovaçao desse método me deparei com o seguinte problema: achar os produtos para a compra.
A Gama de produtos é muito pequena, para engrandecer o tópico, queria sugestões de site de compra desses produtos (tintafotossensível, máscara, brocas de pequenas milimetragens para esse fim. e para concluir, estejam liberados a falarsobre outros métodos eficazes.


#2

O método fotográfico a que você se refere é aquele que usamos dry-film? Eu compro as folhas pelo Aliexpress (compro deste anúncio), pego em grande quantidade porque demora muito (não é preciso dizer que o serviço postal brasileiro é o mais ineficiente do mundo). No Brasil você paga por volta de 10 reais numa folha destas.

Acho que folha de dry-film é o único material que não tem jeito mesmo, no Brasil sai muito caro, o restante você pode comprar por aqui, como solução de revelação, substância para corrosão, placas virgens, lâmpadas e etc.

Um item opcional seria uma laminadora, o resultado fica bem melhor e economiza tempo, mas eu não tenho uma então prendo a folha dentro da água deixo secando (num local escuro), depois de algum tempo eu uso o soprador térmico.


#3

sksdutra, é uma solução interessante que eu não conhecia. Mas a que sugeri é bem similar. Pelo jeito as alternativas são diferentes mas bem próximas uma das outras. Mas o que difere da minha, para a sua, é a revelação. Se você notar nesse video: https://www.youtube.com/watch?v=q8ludS_A3xo o processo de transferência para a placa é diferente, e é o produto de revelação e transferência que eu queria saber onde vende. Compreende? Mas o seu método é interessante. Obrigado


#4

Darei uma olhada no vídeo quando chegar em casa pois o yt é bloqueado aqui, mas pelo que vi em pesquisa rápida, é um processo parecido, porém mais trabalhoso.


#5

Usei um processo fotográfico semelhante ao do vídeo apenas uma vez, mas até agora foi o melhor resultado que consegui.

O material usado no vídeo não é o mesmo que usei. Comprei em uma loja de material para serigrafia.
A tinta que usei só pôde ser exposta à luz no momento de transferir o desenho do circuito, e precisou ser misturada com sensibilizante. A mistura com o sensibilizante e a aplicação na placa teve que ser feita na penumbra.

Obs.: Gostei da ideia de usar a micro retífica para centrifugar a placa, como feito no vídeo.


#6

Tenho utilizado o método fotográfico com a tinta específica e funciona muito bem, não perco uma placa sequer, todas com ótima qualidade. É possível aplicar também a máscara de solda e fica com aparência profissional. Chato mesmo é centrifugar e secar a placa. E o cheiro forte da tinta. Para pular esses passos adquiri recentemente o dry film, mas estou fazendo testes. Preciso projetar uma plaquinha para ver se realmente funciona e se é necessário ajustar algum parâmetro para obter bons resultados.


#7

Boa noite Raul_Kl
Li em fóruns que a metodologia por serigrafia é muito boa, porém têm-se uma dependências dos equipamentos a ser usados. Isso procede?
Obrigado!


#8

Boa noite MeneMix!
E o método fotográfico que você segue é o mesmo do video que postei? E outra, se sim: Qual o link do site ao qual você compra!
Desde já agradeço!
Abraço.


#9

Grande thiaguinhopier! Sim, é o mesmo método. A tinta eu aplico com um pincel largo (nº 16 a 20). Havia montado uma centrífuga com aquela furadeira minidrill 12V, fixada com braçadeiras plasticas e um suporte de CD em cima, que fechava para não espirrar a tinta. Para placas até 10 x 10cm funcionava bem, até que inventei de fazer uma placa maior e não coube. Fixei na Dremel mas a placa voou longe e trincou. Desisti. Agora estou testando o dry film. Mas derrubei minha lâmpada UV, moeu! Sem dúvida é possível fazer placas com qualidade superior neste método. Conforme falei, nunca perdi uma placa. Comprei a tinta no Mercado Livre (procure pelos vendedores PCI Smart e RTrombetta). Não compre no Ebay! É barato mas, além de demorar, vem em quantidades reduzidas dentro da embalagem, e também endurecidas. A tinta tem validade de 2 anos, geralmente. Se endurecer é só usar óleo de banana, encontrado em lojas de cosméticos e farmácias, baratinho. Espero ter esclarecido. Até mais.


#10

MeneMix, puts não só respondeu, como também esclareceu tudo! ah, ouvi falar muito desse dry film, é mais eficiente e mais barato?
Muito obrigado pela dica e sucesso em seus trabalhos.


#11

@MeneMix não precisa ser lãmpada UV/Luz Negra, você pode utilizar lâmpadas comuns, mas vai levar uns 20 minutos se você expuser com duas a 10/15cm.

@thiaguinhopier o dry-film no Brasil é bem caro, pessoal tá cobrando por volta de 10 reais uma folha A5, se você importar, sai uns $10 por 20 folhas A5, quando eu peço, pego logo de 40 a 60, depende de quantas placas você vai confeccionar.

Eu assisti ao vídeo e basicamente é o mesmo procedimento, a diferença é que o processo de pintura e centrífuga são trocados pelo dry-film que, na verdade, é só um adesivo com a tinta foto-resistiva já aplicada, o restante do processo é exatamente igual, mas levem em conta que é um processo que muda muito na questão de substâncias químicas, alguns corroem com solução de ácido muriático, também conhecido como “Ácido lava-pedra”(que se você não encontrar em lugar nenhum, essas marmorias devem ter de sobra)… outros, como eu, preferem o percloreto de ferro já preparado e por aí vai.


#12

Olá thiaguinhopier, os materiais que usei são sim materiais para serigrafia, como a tinta fotossensível, o sensibilizante e o reforçador de toner que usei para aplicar sobre o fotolito.

Mas esse processo é semelhante ao do vídeo, e não requer ferramentas específicas. Fiz praticamente o mesmo processo, porém usando outra tinta. Também não usei uma lâmpada UV, usei uma halógena com refletor mesmo, dessas que vendem em ferragens, que são usadas para iluminar o jardim.

Já o método de aplicar o desenho do circuito por serigrafia exige algumas coisas a mais, e vale a pena apenas se forem confeccionadas várias placas iguais. Para prototipagem acredito que o método de transferência por dry-film seja o mais prático e eficiente.


#13

Amigo sksdutra, qual a potência das lâmpadas, em watts, que você utiliza em substituição à luz negra? Eu resido no interior de SP e aqui é difícil encontrar esse material. As econômicas a gente encontra de todos os preços, com facilidade.


#14

Eu adquiri o dry film em rolo com 2,5m, no Mercado Livre, do vendedor RTrombetta .Mas deve-se atentar ao prazo de validade. O custo foi relativo, 25,00 + frete. Esse funcionou bem, porque eu tinha adquirido em folhas, também no ML, de outro vendedor, e não conseguia descolar as películas de proteção. Perdi o trabalho na ocasião. Uma questão: fiz a revelação mas ficaram algumas manchas do dry film em partes da placa. O que poderia ser a causa? Talvez excesso de tempo de exposição UV (costumo expor por 3 minutos)?


#16

Se você expôs com luz negra/UV, o tempo de exposição é de cerca de 30 segundos, com lâmpadas comuns de 30W creio que leva de 10 a 20 minutos, no entanto, com lâmpadas comuns, você pode olhar o que está acontecendo, ao contrário de lâmpadas UV que você acaba pondo em risco sua retina se ficar olhando diretamente para ela.

Talvez o problema seja a qualidade do filme ou o tempo de exposição mesmo, o calor pode ter diluído a tinta. Estou prester a terminar uma placa e vou fazer uma bateria de testes para verificar essa questão e dizer direitinho o que é melhor, já que é uma placa bem pequena e eu tenho muitas folhas sobrando aqui.

Este aqui é o anúncio em que eu compro as minhas folhas: http://www.aliexpress.com/snapshot/6103373950.html se você rolar, logo abaixo tem um tutorial, lá ele mostra o uso de lâmpadas comuns, apesar dele dizer que o tempo é de 1 minuto, acho que isso só ocorre se você usar uma câmara de luz, o tempo mesmo varia de 10 a 20 minutos.


#17

ótimo Saber dessas informações. Ter vários métodos à disposição ajuda e muito para confeccionar novas placas para cada ocasião. Vou verificar melhor a questão do modo dry-film e o modo e serigrafia (caso, claro, eu for confeccionar em maior escala!). Obrigado


#18

Tentem o site http://www.engenhariacaseira.com.br/

Alguns tutoriais excelentes e ainda ensina, para quem entende de quimica a produzir os produtos, com exceção das tintas profissionais.

Espero que ajude.

Abraços