SSR + Bomba D'Água


#1

Bom dia / boa tarde / boa noite, pessoal! :slight_smile:

Eu comprei um Relé de Estado Sólido (SSR) de 40A para ligar uma bomba d’água através de um módulo ESP8266.

Hoje, para ligar/desligar a bomba d’água, é preciso ligar/desligar um disjuntor e nada mais. O disjuntor instalado lá hoje é um disjuntor desses comuns residenciais, de 20A. O SSR que comprei é de 40A (foi o que achei).

A minha intenção é colocar, após o disjuntor, o SSR + ESP fazendo o controle. Sendo assim, eu manterei o disjuntor sempre ligado (para alimentar o sistema, inclusive) e, sempre que eu precisar ligar a bomba, faço através do ESP8266.

Pois bem… eu não sei muito de eletrônica. Aprendi algumas coisas bem básicas para brincar com Arduino e ESP8266 e até consigo me virar bem nessa parte. As minhas dúvidas são:

  1. Posso ligar o SSR diretamente na GPIO do ESP8266 ou seria melhor colocar um transistor para fazer a ponte entre o SSR e a energia tirada da mesma fonte que alimenta o ESP8266? O SSR funciona com tensão de 3 a 32 VDC, mas não sei qual é a corrente que ele precisa para ser acionado. Como se trata de um SSR e, pelo pouco que entendo de leitura de circuitos, imagino que ele tenha uma espécie de optoacoplador que é… um LED e por isso pensei em alimentar esse LED interno que aciona ele diretamente pela GPIO do ESP8266.

  2. Eu posso utilizar o SSR para ligar e desligar mesmo a bomba d’água? Li em alguns lugares que a utilização do SSR para cargas indutivas seja um pouco diferente. Imagino eu que a bomba d’água seja uma carga indutiva, estou correto? Sendo assim, posso utilizar o SSR para esse fim?

Quanto toda a ligação do ESP8266 e programação é bem tranquilo pra mim… já fiz alguns projetinhos e sei me virar bem nessa parte inicial… só essa parte do SSR que tá pegando mesmo… como podem ver, sou bem cru em eletrônica.

Agradeço desde já toda a atenção e ajuda :slight_smile:


#2

Não precisa de transistor, o relé já é isolado. Precisa ver o data sheet, mas é na casa dos 8mA/12V

Sim, qualquer motor é uma carga indutiva.
"A corrente máxima admissível pelo SSR depende do tipo da carga. Quanto mais indutiva for a carga, menor a corrente máxima que pode ser utlizada, devido aos transientes elétricos, principalmente nos desligamentos. Nos casos de motores e transformadores, por exemplo, esta proporção chega a ser de 10 para 1, ou seja, um motor cuja corrente de fase é 4A, necessitará um SSR de 40A."
Se a bomba for de alta potencia procure sobre Soft-starter e ligação estrela-triangulo , assim diminui-se a corrente de partida. Favor postar data sheet e modelo da bomba
Leia essas dicas para cuidados na aplicação Link


#3

Olá @Thomaz_Barros, muito obrigado pelas informações…

Pelo que vi aqui, vai ser mais vantajoso substituir esse SSR por um relé comum (eletromecânico) justamente por causa da carga que será acionada por ele. Infelizmente não tenho acesso completo à bomba e ao seu motor para saber como, de fato, está ligado. Só tenho acesso ao fio que vai para o disjuntor. A bomba fica dentro de uma cisterna e o restante fica em cima de uma pequena laje, onde não me atrevo a subir com meus singelos 145Kg :smiley:


#4

@eulergui,

Aconselho a utilizar reles de impulso. Cai bem com um controlador e ainda por cima, por ter contatos mecanicos e não eletronicos, fica indiferente da carga (resistiva ou indutiva).

Dá uma olhada nessa linha da Finder.

https://www.findernet.com/pt-BR/products/families/14

Já usei SSR e o maior problema é a dissipação de calor que exige dissipadores monstros, mas pode ser que pela potência da sua bomba não seria algo muito proibitivo (até 3 HP).

Qualquer coisa grita.

Abraços.


#5

Olá @WagnerB! Obrigado pela resposta :slight_smile:

Pois é… vou ter que passar para o uso do relé eletromecânico mesmo :slight_smile:

O motor da bomba d’água não é muito forte não, é de um poço pequeno pra jogar a água pra uma distância bem pequena também, nada de nível industrial não… é doméstico mesmo.

Quanto ao SSR… é tranquilo usar ele para o acionamento de lâmpadas de led? (Lâmpadas comuns mesmo, dessas que compra em loja pra ligar na rede 220v de casa)


#6

Pois é @eulergui voltando ao “jurassico”, rs.

Eu creio ser melhor mesmo o uso de um eletromecânico para acionar motores e aconselho a montar também um circuito snubber junto ao contato. Pense a respeito dos relés de impulso que hoje estão na mesma faixa de preço de um relé e fica fácil de utilizar com um controlador (ou RPI, Arduino, etc.).

O legal é que com um pulso ele liga e com um segundo pulso ele desliga. Ele já traz embutido um “selador” de contatos. Se usar um relé comum você vai precisar manter um pulso alto no transistor para manter o contato fechado. Nada impossível e nem complicado só uma dica mesmo.

Agora o SSR para baixas potências eu aconselho até mesmo usar um TRIAC ou duplo SCR que vai dar no mesmo, que a propósito é o principio dos SSRs.

Depois posta o resultado da empreitada.

Abraços.