Comercializar Produto


#1

Boa noite galera, gostaria de tirar algumas duvidas sobre vender um produto relacionado ao Arduino…

Por exemplo eu montei um sistema de medir temperatura e gostaria de vender esse sistema e pensei e inclusive estou estudando sobre microcontroladores PIC pelo WrKits Channel mas é algo bem complicado para mim que só tem contato com microcontroladores assistindo vídeo no youtube, ai pensei em eu gravar bootloader em um ATmega e programar esse Atmega standalone com o sistema meu na IDE do Arduino e vender este produto, mas o que pode dar errado nisso ? existe alguma restrição ? ou alguem consegue facilmente puxar meu código do Arduino e ver como eu montei ? (OBS: isso foi só um exemplo pois nao pretendo sai por ai vendendo termômetro de DHT22 por ai kkkk)


#2

Uma coisa eu sei: proteger propriedade intelectual aqui é piada… Uma simples LOGOMARCA leva de 2 a 4 anos para ser registrada…


#3

Sim tem como obter o código, acho que o Sergio Prado tem um artigo sobre isso, se não me engano usando JTAG. Mas pensa comigo se você tivesse o código fonte do google HOJE você acha que faria algo melhor que eles ou pelo menos igual, provavelmente não.

Se a resposta for sim, vai lá e tenta competir com a Microsoft com o fonte do Linux é opensource. consegue entender o meu ponto de vista?

Seu espirito empreendedor é muito maior que o seu código fonte.


#4

Preciso contar uma historinha:
Há uns 30 anos, quando a ignição eletrônica era novidade exclusiva do Passat, eu tinha um Jipe Willys 65, 6 cilindros.
E a comunidade de jipeiros na época adaptava distribuidor de Passat nos jipes porque os platinados que havia no mercado eram horríveis, os contatos queimavam rapidamente com a elevada corrente da bobina de ignição.
Só que os distribuidores da época tinham um conjunto de molas, cames e alavancas internos que fazem com que a ignição seguisse uma determinada curva de acordo com a aceleração (hoje isso é feito pelo computador que controla o motor).
Pois bem, botar uma curva de avanço de Passat 4 cilindros num motor de Jipe 6 cilindros não era a melhor solução do mundo.
Nessa época eu criei um sistema que permitia usar o platinado (horrível) apenas como um sensor de contato, com uma corrente de uns 10mA, o que garantia uma vida ilimitada aos contatos, e que permitia usar o módulo de ignição do Passat no Jipe sem alterar o distribuidor.
Quando perguntei para um amigo como fazer para patentear, ele me respondeu o seguinte:
“comece a produzir e vender, porque antes de você consegir a patente alguém já copiou e está vendendo mais barato. Quando isso acontecer, abandone o projeto, e comece a vender o próximo produto que você criou enquanto vendia esse”.


#5

É complicado…mas perguntei apenas para saber pois da pra desenvolver muito sistema de automação usando o arduino e aplicando na agricultura, mas fazer isso de graça é complicado para mim e o cara que ta no campo dificilmente vai querer aprender a mexer com isso entao se eu vendesse algo mesmo que barato ja seria de grande ajuda


#6

O assunto é legal realmente tudo tem fundamento pois tenho feito isso patente e produto. acredito que tudo pode ser feito.
Uma dica dos colegas realmente ótima e todos vale sim e sair vendendo. Fazer uma patente quando o produto você se garanta que seja milionário porque hoje no mundo tem muitas oportunistas com grana no bolso e vai e engole você sem perguntar nada.
Eu tenho produto patenteado mas é uma eternidade para ser concluído pois minha idéia coloquei para registrar devido uma sociedade.
Sem contar como disse o colega acima vem um e faz sua ideia sem patente mesmo.
E sem precisar fazer uma patente segue dica.
Coloca tudo em um papel descreve tudo é filma tudo o que puder e envia pelo correio para você mesmo lá terá uma prova porque tem endereço data hora e nunca abra o envelope pacote etc… Guarde em um cofre de sua confiança. Vale como prova registrada.


#7

Realmente é isso mesmo.