Emenda mal feita em cabo elétrico

#1

Bom dia amigos,
Tenho um amigo refugiado Venezuelano e o mesmo viu conta de energia dobrar de aprox. r$150,00 para r$ 300,00 ele achou a priori que tinha um gato na sua residencia e que alguem estava roubando sua energia, disse para ele que tinha como identificar isso facilmente fui ao relógio e tive a surpresa de não ter um dos disjuntores e perguntei a ele o que aconteceu ele disse que estava caindo direto e ele tirou um dos disjuntores aqueles tipo NEMA e deixou os fios um encostado no outro sem nenhum tipo de emenda somente encostados um no outro as pontas sem nenhum isolamento as pontas estavam ambas “pipocadas, sapecadas” de mal contato bem logo imaginei que uma parcela da conta talvez estivesse ali devido a emenda mal feita apresentando fuga elétrica. Agora minha dúvida é a seguinte em termos de porcentagem quantos % isso pode aumentar a conta visto que a emenda é na entrada no relógio e não em um ponto dentro da residencia portando toda carga utilizada na residencia passava por aquela emenda mal feita.

#2

Os disjuntores estão instalado à jusante do medidor (após o medidor), e portanto tudo o que acontecer ali é medido e cobrado.
Sim, essa condição causa um aumento no consumo visto pelo relógio, mas a porcentagem não pode ser especificada.
De qualquer modo, tudo o que estiver gerando calor, luz, ruído e alterações químicas está consumindo energia, e portanto sendo cobrado. Além disso, dependendo do tipo de relógio os ruídos gerados pelo mal contato podem criar problemas nos sinais medidos e serem interpretados como consumo.
Também temos as cargas que apresnetam picos de consumo inicial, como partidas de motores, aquecimento do filamento de lâmpadas incandescentes, saturação de núcleo de transformadores, etc. Então desligar e religar repetidamente essas cargas causa um ENORME aumento no consumo (a corrente de partida de um motor comum é de 3 a 6 vezes a nominal, e a corrente para aquecer o filamento de uma lâmpada incandescente chega a 10 vezes a nominal no caso das halógenas).
Se o disjuntor delsigava direto temos duas hipóteses:

1 - Defeito no disjuntor (já encontrei alguns assim ao longo dos meus quase 30 anos de trabalho cmo manutenção);

2 - O mais comum: problemas na instalação causando disparo por simples excesso de consumo naquela fase, em outras palavras, um passo para o incêndio.

O certo é refazer a ligação corretamente e pendurar um alicate amperométrico para verificar os consumos.

#3

VLEW!
Orientei ele instalar um disjuntor curva B e depois vamos colocar o alicate amperimetro ao desligar tudo na casa é para zerar a corrente se tiver algo é bem provável que tenha um gato na instalação.
Obrigado pelos comentários.
Att.

#4

eu deixaria somente um aparelho de consumo conhecido pra ver o que o leitor acusava.

#5

Esse teste não funciona muito bem, pois os medidores atuais só acusam o consumo de “blocos” de energia. Os antigos, de disco giratório, permitiam avaliar a fuga ou o consumo visualmente quando se tinha alguma prática.
A menos que se faça uma leitura de longa duração (vários dias), a informação não será consistente no caso de medidores modernos.
E, se hpa dúvidas nesse sentido, a companhia de energia faz o diagnóstico gratuitamente, inclusive substituindo o medidor.

#6

e verdade, ja estao trocando pros digitais.