Sensor de inclinação funciona distância superior a 500 metros?

#1

Tenho uma aplicação que é monitorar um perímetro de 500 metros, utilizando sensor de inclinação SW520D. Testei na central de alarme da intelbras e só funcionou para 100 metros, a partir dai o circuito dispara sozinho.
Será que no Arduíno Uno vou conseguir para essa distância?

0 Likes

#2

Ronan, bom dia!

Um sensor de inclinação é apenas uma chave aos olhos do arduino.

O circuito está disparando sozinho pois o fio está funcionando como antena.

Eu começaria tentando colocar um pull up forte (1k ou menos) perto do sensor. isto tem a desvantagem de necessitar de mais um condutor para levar os 5V.

Ainda assim acho que não funcionaria para 500 metros de distância (não entendi bem esta coisa de perímetro).

Para transmitir sinais com qualidade a esta distância uma das soluções seria usar cabo de bitola maior, em pares trançados e transmitindo por diferencial de corrente, não de tensão, que pode se perder no caminho devido à resistência interna do fio.

Ou seja, experimente o pull-up próximo ao sensor, entretanto eu acho que vai precisar de um circuito mais complexo ao lado dos sensores.

2 Likes

#3

Entendi sua dica! Muito obrigado! Vou fazer um teste e verificar se vai funcionar.
ABS
Ronan

1 Like

#4

Essa questão do perímetro é meio estranha, de fato, tendo em vista que perímetro é a soma de todos os lados e eu fico me perguntando se é um quadrado de 125m de lado, ou um retângulo ou outra figura geométrica cujos lados somados equivalham a 500m. Aí me pergunto se estamos falando de área de 500m² ou de uma área circular com raio ou diâmetro tenham 500m, enfim, a questão é que mesmo com essa dúvida, dá para ter uma idéia do que pode estar ocorrendo.

Este tipo de sensor é a mesma coisa que um botãozinho, que é disparado de acordo com a inclinação relativa ou algum movimento brusco, no caso deste modelo específico, esta inclinação é de 10º, segundo o datasheet, ou seja, não depende da extensão que você deseja monitorar, depende da circunstância do disparo, então, provavelmente quando há mínima oscilação de 10º+ na inclinação (horizontal) destes “100m de alguma coisa”, o switch dispara.

Talvez, seja mais interessante você utilizar um acelerômetro ou um giroscópio de alta precisão, já que o que você quer monitorar é muito extenso, esses sensores baratos, servem apenas para testes de conceito, coisas em produção, dependendo da necessidade, é necessário procurar produtos mais precisos e de melhor qualidade.

1 Like

#5

Ronan, boa noite!

Agora eu estava relendo seu post original, e notei que está falando de uma central de alarme.

Quando eu disse pull-up (aquele resistor ligado ao +5v) eu estava pensando em Arduino. Pode ser que a central use pull-down (resistor ligado ao terra) ou nem use nada, depende do circuito de entrada. de qualquer forma, talvez voce possa usar um relê próximo à central e usar o sensor de inclinação para acionar este relê.

Penso também que você está monitorando vários sensores. é isto? vou ver se faço um desenho e se é possível anexar aqui no forum.

Saudações

MJ

0 Likes

#6

Coloquei uma fonte ajustável no diagrama pois pode ser que as perdas no condutor longo precisem ser compensadas. Caso seja dificil conseguir uma faça a experiência. se não acionar o relê quado o sensor estiver ativado, coloque uma fonte maior ou um relê para tensão menor. Pelo que vi em alguns datasheets, é possível que relês de 5V funcionem com tensões entre 3 e 6 volts sem forçar. Desta forma, mesmo que alguma tensão “se perca” na resistência do condutor, seu alarme deve disparar.

Considero esta uma solução barata e com chances de funcionar. Com certeza é imune a ruídos captados pelo condutor.

Saudações

MJ

0 Likes

#7

Então com sua dica, do Pull-up, montei um pequeno circuito, e coloquei
antes da central ai funcionou 100%. Agora vou brincar com Arduíno para
substituir a central pelo Arduíno, dai Eu terei mais recurso para tratar os
eventos gerados pelos sensores.

Valeu, muito obrigado!

1 Like

#8

Fico feliz de ter ajudado!
Estou sempre às ordens se precisar. Ainda mais quando a pergunta é algo como a sua, de algu;em que está fazendo e tem uma dúvida pontual.

Boa sorte com seu projeto!

0 Likes

#9

O perímetro que me referi são 500 metros linear, do ponto onde vai ficar o
sensor da central de alarme (convencional e/ou Arduíno).

Estava achando que o problema era no sensor, mas com a dica do colega
Mauricio e agora vc também confirmou, que o sensor nada mais é do que um
interruptor, consegui estabilizar o circuito (não esta disparando mais
quando ultrapasso o 100 metros de cabo), inclusive consegui atingir os 500
metros que precisava.

Agora vou partir para eficiência dos sensores, com sua dica vou testar
Acelerômetro e giroscópio.

Forte abraço e obrigado pela colaboração.

ABS
Ronan

2 Likes

#10

Que bom que conseguiu, se possível, compartilhe seu projeto com a comunidade. Até mais!

0 Likes

#11

Pode ser necessário tratar os dados destes sensores - acelerômetro e giroscopio - com algum tipo de filtro matemático.

Os dois mais usados são chamados em inglês de “Kalman Filter” e “Complementary Filter”. Ambos existem em forma de bibliotecas prontas para Arduino

Provavelmente você vai precisar de um microcontrolador próximo ao sensor para processar e transmitir o alarme. Eu penso em um Arduino Micro ou Mini, que são como um Arduino Uno, mas em menor formato.

Para a transmissão do alarme pode usar um módulo relê que fecha um contato e entra no lugar do sensor de inclinação.

0 Likes

#12

Então Sandro, o projeto consiste em monitorar entrada de intrusos em um
determinado perímetro de 500 metros linear (é um “corredor” onde o lado de
fora é um muro e do lado de dentro foi posto um alambrado.) Nada conseguia
impedir a entrada dos ladroes (cerca elétrica, concertina, etc).

Está sendo feito o seguinte.
Neste corredor, espalhei sensores de presença conjugado com sensor de
inclinação.

OS sensores quando são acionados, abre a porta de dois canis localizados um
em cada extremidade do corredor. Sai dois cachorros adestrados, onde são
treinados para imobilizador o intruso até que o segurança chega.

Um terceiro cachorro, fica de ronda, com um celular filmando e enviando a
imagem para a sala de monitoramento. Quando um dos sensores é acionado,
acende uma luz e toca um “apito” este cachorro ronda, vai de encontro ao
sensor e filma de perto ação dos outros dois cachorros.

Vc´s irão me chamar de louco (rs), mas está solução está dando uma economia
ao cliente de aproximadamente R$ 216.000,00 por ano (saiu de 8 seguranças
noturnos (12/36) para 4 e diurno de 4 para 2, ou seja economizou 6
funcionários.

Em tempo, esta solução foi toda feita com central de alarme convencional,
agora estou iniciando com Arduíno (comprei o meu kit de iniciante na
segunda e estou esperando chegar). A ideia é enxugar o máximo a solução e
dar uma melhorada no tratamento dos eventos.

Obrigado pelas dicas.

ABS
Ronan

4 Likes

PandoraLab e Fazedores tem vários prêmios para vocês! Veja como participar!
#13

Interessante. Eu nunca havia pensado em algo realmente útil para esses sensores baratos!

0 Likes

#14

Estou precisando de outra dica.

Seguinte: estou com um sensor (SW18020P) fazendo testes na bancada, Porém não consigo fazê-lo atracar direto no relé.
Alimentei com uma fante de 12v 5a, ligado em um relé; simulei movimento e ele não consegue atracar o relé. Quando ligo ele em um led, ele consegue da carga no mesmo, assim concluo que ele está funcionando.

Testando outros sensores (SW520D e o Tilt mercúrio tradicional 1001), ambos funcionam ligados direto no relé.

Preciso de um dica, para testar este carinha na bancada de teste.
Em tempo, já testei com vários relés diferentes, inclusive o de estado sólido.Estou achando que terei que montar um mini circuito para agregar o mesmo, porém não sei quais componentes, deverão fazer parte deste circuito.

.

0 Likes

#15

Ronan boa tarde!

Eu acho que o que está ocorrendo é que o pulso é muito rápido e o relê não fecha a tempo.

Sensores de vibração em geral são tão rápidos que temos que usar “interrupt” em microcontroladores.

Se quiser manter barato, um 555 em configuração monoestável pode ajudar.

0 Likes

#16

Pensei que com o relé estado sólido poderia resolver este problema, pois o
tempo de resposta dele é <10 milissegundos. Mas pelo visto o pulso é mais
rápido do que isso.
Obrigado pela dica, vou tentar com CI 555.

ABS

0 Likes