Posso calcular C e R ao mesmo tempo em um circuito?

#1

Oi gente,

Gostaria de uma ajuda. Estou iniciando a estudar um pouco de eletrônica para meu projeto aqui. Sou da computação e preciso simular o comportamento de um sistema utilizando como “analogia” este circuito. A pergunta é simples.
Considerando que eu eu possua os valores para V1, I1 e a voltagem no ponto B (node B), é possível calcular R e C ao mesmo tempo? (não tenho nenhum dos dois valores)
Se sim como (sugestões e fórmulas =D)? Uma luz?
Abraços
Sig

0 Likes

#2

Sim. Para o resistor (R1) você deve verificar a Lei de Ohm e o capacitor (C1) você deve verificar cálculo de capacitância/Lei de Faraday.

Isso tem em livros do ensino médio de Física 3: Eletricidade ou pela Wikipedia.

0 Likes

#3

Olá amigo,
Obrigado pela resposta.
Sabe que estas fórmulas eu já conheço e encontrei-as, mas sempre que se tenta calcular um valor depende de outro e minha pergunta é se consigo descobrir ambos os valores de R e C “ao mesmo tempo”. É possível?

0 Likes

#4

Foi essa a pergunta que você fez.

Ora, se você sabe qual a tensão e corrente do gerador V1, basicamente é usar a fórmula, pois, na minha visão teórica, a direção da eletricidade vai esbarrar imediatamente no resistor e teremos: R1 = V/I, por exemplo. Você tem tensão V (“voltagem”) e corrente I (“amperagem”) do seu gerador, o resultado dessa divisão é o valor do resistor ideal em Ohms usado em R1, se der diferente da tensão em nó b, basta fazer R1 = (V1 - Vb)/I.

Depois temos uma bifurcação no nó b e me pergunto o que seria I1? Pelo símbolo, seria um diodo no sentido contrário ao caminho da eletricidade? Então temos que calcular a capacitância com a tensão que restou após a passagem pelo resistor e para isso, falta apenas uma variável: A carga elétrica em Coloumbs.

0 Likes

#5

I1 é uma outra fonte de corrente. Tenho a voltagem de ambas (V1 e I1) mas não tenho a corrente/amperagem. O que tenho por exemplo é:
V1 = 6.5 V
I1 = 500.0 V
Ponto b = 24.0 V
Desculpe não ter sido muito claro em minha pergunto e continuo a agradecer seu tempo e respostas.
Acha que é possível calcular?

0 Likes

#6

Sem a variável da corrente do gerador V1, não faço idéia de como fazer o cálculo, pois é necessário sabermos a corrente para calcularmos a resistência.

Além disso, tem coisas um tanto estranhas nesse contexto… Se levarmos em conta que a energia irá fluir do pólo positivo para o negativo do gerador, o que teoricamente seria o correto, irá esbarrar logo na resistência R1, como há um ganho na tensão, se houve resistência?

Nestes termos, a diferença de potencial irá ser negativa, estranho: R1 = (V1 - Vb)/I. Assim: R1 = -17,5/I Ohms… estranho.

Além disso, temos um outro gerador enviando eletricidade no sentido contrário (Se entendermos que a seta significa isso)?

Eu passo essa para alguém mais experiente que eu… :slight_smile: Acho que se você usar um simulador profissional como o Proteus, creio que ele dê as todos os resultados para o teu circuito, desde que você informe as variáveis corretas, eu acho, nunca usei o Proteus, mas meu irmão usou na Universidade e me parecia que ele fazia isso. Te dou a dica de tentar com um simulador.

0 Likes

#7

Olá,
Não entendi o que você quer, para fechar esse calculo são necessários dois valores… outra coisa, “I” não é um gerador de corrente e sim a representação de um amperimetro.
Especifica o que precisa, dê mais detalhes, com essas informações (sem R e sem C) não tem como calcular… Você precisa monitorar de quem? R? C? I?

0 Likes

#8

Olá,
Obrigado pelas respostas.
Jefferson, encontrei esta simbologia em minhas pesquisas, ver http://fisbio.biof.ufrj.br/restrito/bmb353/4_M_eletric/ele_ele/conc_bas/index.htm (Geradores Ideais).
E realmente já tentei utilizar NGSpice para simular o comportamento dos componentes mas agora estou tentando dar um passo atrás e calcular “a mão”.
O circuito recebi como sugestão do meu professor de Doutorado para resolver um problema de “analogia termoelétrica”. E infelizmente não tenho grande conhecimento em circuitos, por isso estou pedindo ajuda aos especialistas :wink:
É possível calcular?

0 Likes

#9

Se, como o @jeffersonaraujo indicou, o I1 for um amperímetro, então o correto é termos o valor da corrente nele, se tivermos essa informação, será possível começar a esboçar o cálculo, sem isso, receio não ser possível apenas com as informações repassadas.

0 Likes

#10

Oi @sksdutra, não o I1 é realmente outra fonte de energia, parece estranho mas é. :confused:

0 Likes

#11

Vi no link que você passou e, de fato, a simbologia denota um outro gerador, porém, atentei para o seguinte: 1. A simbologia representada pelo círculo com sinais de + e - é um gerador de tensão e 2. o símbolo questionado, o círculo com a seta para cima é um gerador de corrente, logo, creio que ele não gere tensão em volts e sim corrente em amperes.

Sendo assim, será que a informação que I1 gera 500V está correta? Será que não estamos falando em 500 miliamperes (0,5 ampere)?

0 Likes

#12

Ahhhh sim… é possível, pode ser esse o pedaço do quebra-cabeças que eu não tinha me atentado pela minha falta de conhecimento.
E se mudassemos então os dados de entrada para:
V1 = 6.5 V
I1 = 0,5 ampere (500 miliamperes)
Ponto b = 24.0 V

Agora é possível calcular? Já fica mais viável?
Mais uma vez obrigadão, já estou devendo uma cerveja… hehehe

0 Likes

#13

Creio que agora seja possível, o que me intriga ainda é a tensão ter subido após passar pela resistência, no nó b.

0 Likes

#14

Ótimo, e com base nestes valores, saberia me dizer como ficariam os cálculos e os resultados por favor? A partir daí eu consigo compreender e simular outros valores e ampliar o circuito.
Poderia me ajudar por favor?

0 Likes

#15

@sigmundojr Eu ainda estou em dúvida no circuito, creio que alguém com mais experiência que eu daria uma visão melhor, primeiro, porque eu acho que o nó b deveria ter uma tensão menor que esses 24V apresentados, pois em termos, acabou de passar por uma resistência, já a capacitância, temos que saber qual a tensão usar e a carga elétrica a ser considerada.

0 Likes

#16

Ok amigo, mais uma vez obrigado,
E se ignorássemos por enquanto este nó b?
Não utilizando ele no cálculo, como ficaria?

Até porque eu posso usar este nó b como sendo uma “meta”, ou seja, vou variando os valores de C1 e R1 até alcançar o valor “meta” do nó b.

0 Likes

#17

Não dá para desconsiderar o nó b se quisermos saber R1, pois precisamos identificar qual a diferença de potencial. Se considerarmos a diferença de potencial com 24V como positiva:

R1 = (6.5(V1)-24(Vb))/0.5(I1) = 35Ohms

Mas não faz muito sentindo (pois a tensão deveria diminuir de 6,5V após passar pelo resistor) pois o resultado da diferença de potencial seria negativo com a eletricidade fluindo neste sentido. Aqui explica bem: http://mecawork.blogspot.com.br/p/calculoresistor.html

Por isso, tenho a teoria que, no nó b, talvez essa tensão seja de 2,4V e não 24V o que teria mais lógica
R1 = (6.5(V1)-2,4(Vb))/0.5(I1) = 8,2Ohms

Quanto a capacitância, não tenho tanta certeza de qual valor da carga elétrica usar.

0 Likes

#18

Certo, ótimo, já tenho ótimas pistas…
E para o C1?

0 Likes

#19

Por isso, vou deixar essa para alguém mais experiente, pois precisamos determinar primeiro a carga elétrica e eu estou em dúvida quanto a isso.

0 Likes

#20

Muito obrigado, quem sabe o @jeffersonaraujo possa nos ajudar? :smiley:

0 Likes